Eletricista Predial

Veja como aumentamos nosso Faturamento e Número de clientes em 5x utilizando a internet

Quer aprender tudo o que fizemos para aumentar em 5 vezes nosso faturamento com prestação de serviços? O marketing digital mudou a nossa forma de captar novos clientes e conseguir alcançar pessoas em nossa região.

Imagine que você tenha que trocar o chuveiro, instalar um bocal de lâmpada ou uma tomada em seu apartamento e não tem ideia de como se faz isso. Além de não saber fazer isso da forma correta e possuir as ferramentas adequadas, você reconhece o risco de tomar um choque. Neste caso, você resolve recorrer a um profissional capacitado em elétrica, mas fica em dúvida qual seria o profissional especializado neste tipo de instalação. Então, descobre que o profissional mais indicado a este tipo de tarefa é o eletricista predial, capacitado para este tipo de função.

Neste post vamos falar sobre o eletricista predial, mostrando o que ele faz, capacitação, nível de formação mínima e o salário médio de um eletricista predial. Veja tudo isso a seguir!

banner eletricista predial

O que um eletricista predial faz?

Os eletricistas em geral podem ser especialistas em três áreas de atuação dentro do ramo: a elétrica residencial, predial e industrial. Dentre essas três áreas, hoje vamos focar em falar sobre o eletricista predial. Independente da área que o eletricista resolve se especializar a responsabilidade de saber realizar uma grande gama de tarefas, como, por exemplo, entender a leitura de pequenos projetos (ainda que o eletricista não seja formado em engenharia), deve entender sobre instalações elétricas, saber elaborar uma proposta comercial, vistoriar instalações, corrigir erros na instalação com manutenção corretiva, fazer controle preventivo e preditivo, além de dominar os detalhes intrínsecos da profissão. Eletricista: como conseguir clientes

Os eletricistas prediais acabam se inclinando, em sua grande maioria, para a área de manutenção, já que esse é um mercado sempre aquecido. Mas, para lidar com essa profissão, o eletricista predial deve possuir conhecimento em instalação elétrica, nas normas vigentes, saber desenvolver a instalação do início ao fim e entender bem de infraestrutura.

O eletricista predial irá atuar da seguinte forma: fazendo a manutenção em indústrias, hospitais, órgão públicos, comércio e concessionárias de energia elétrica, empresas de projetos especializados em equipamentos de instalação elétrica, empresas prestadoras de serviços especializados em instalações elétricas de acordo com as legislações vigentes, e ser um profissional autônomo e possuir a própria carteira de clientes.

As possibilidades de atuação são bastante amplas para um eletricista predial, pois, a possibilidade de trabalhar na área não fica restrita somente a construções e edificações. Um dos setores que também contratam bastante eletricistas prediais é a de telefonia, que segue um ritmo forte de expansão em todo o país e necessita da mão de obra de profissionais capacitados constantemente.

Além das muitas oportunidades existentes com carteira registrada, o mercado para os autônomos é bastante forte. O que mais conta para um autônomo é ele dominar o conhecimento teórico e prático de sua profissão e saber se organizar bem com seus clientes e demandas, pois, o que não irá faltar serão oportunidades de trabalho.

*Fonte: Universo da Elétrica e Prof Jadson Caetano

O que estudar para ser um eletricista predial?

Para quem deseja estudar e tornar-se um eletricista predial, é necessário ter no mínimo 16 anos, possuir o ensino fundamental completo e gostar de matemática, pois ela será muito utilizada em diversos cálculos e dimensionamentos a todo instante, sendo esses os pré-requisitos básicos exigidos. SEO e Marketing Digital para Eletricista

O curso de eletricista predial pode ser encontrado em todo o país, e as instituições de ensino podem variar em relação a metodologia apresentada no curso. Isso pode sim acontecer, mas no geral, os conhecimentos basilares de como ser um eletricista serão abordados em todos eles. De uma forma mais específica, um bom curso de eletricista predial terá os seguintes assuntos ensinados aos estudantes:

  • Tensão Elétrica;
  • Corrente Elétrica;
  • Tipos de Fornecimentos e Tensão;
  • Levantamento de Cargas Elétricas;
  • Quadro de Distribuição;
  • Padrão de Entrada;
  • Disjuntores Termomagnéticos;
  • Simbologias;
  • DR (Disjuntores Diferencial – Residual);
  • Condutores Elétricos;
  • Planejamento de Rede para Eletrodutos;
  • Aterramento (Condutor de Proteção);
  • Esquemas de Ligação;
  • Cálculo da Corrente Elétrica Contida em um Circuito;
  • Dimensionamento do Cabeamento utilizado;
  • Cálculo da Potência do Circuito de Distribuição;
  • Dimensionamento dos Disjuntores Utilizados em um Quadro do Medidor;
  • Disjuntores Trifásicos;
  • Diagramas de Carga e Comando;
  • Motores trifásicos;
  • Contadores.

Qual é a média salarial de um eletricista predial?

Ao pesquisarmos nos principais portais de divulgação de vagas de emprego na internet, constatamos que a média salarial do que é oferecido a um eletricista predial com registro em carteira gira em torno de R$ 3 mil por mês. Porém, esses valores tendem a variar de acordo com o estado, região, empresa e oportunidade de carreira. Um dos principais fatores que elevam essa média, é o fato de que a grande maioria dos eletricistas especializados com registro em carteira atuam também como autônomos. Porém, neste caso, o valor da média salarial aumentou, mas não é demonstrado de forma oficial.

Desta forma, investigamos qual é a média salarial de um eletricista predial registrado que realiza serviços extras (bicos) e descobrimos que esses valores podem atingir a casa dos R$ 8 mil por mês. Indo um pouco mais além nesta pesquisa, fizemos um levantamento elaborado de quanto um autônomo sem registro em carteira consegue ganhar por mês como eletricista predial, e descobrimos que a média de ganhos de um eletricista autônomo atinge a casa dos R$ 5 mil por mês.

De acordo com dados extraídos do Caged, um eletricista especializado recebe em média R$ 2.092,39 em uma jornada de trabalho de 44 horas semanais CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Essa faixa salarial pode variar entre R$ 1.909,70 e R$ 3.162,08, dependendo do estado, região e empresa. De uma forma mais específicas, conseguimos extrair um levantamento realizado pelo Caged sobre a média salarial de um eletricista predial nas capitais dos estados em todo o país:

  • São Paulo, SP – R$ 2.309,08
  • Rio de Janeiro, RJ – R$ 1.936,53
  • Belo Horizonte, MG – R$ 1.844,86
  • Belém, PA – R$ 1.492,25
  • Goiânia, GO – R$ 1.515,26
  • São Gonçalo, RJ – R$ 1.356,29
  • São Caetano do Sul, SP – R$ 1.990,09
  • Santo André, SP – R$ 3.889,36
  • Brasília, DF – R$ 1.663,79
  • Serra, ES – R$ 1.996,69
  • Salvador, BA- R$ 1.906,35
  • Macaé, RJ – R$ 1.951,28      
  • São Bernardo do Campo, SP – R$ 2.916,74
  • Contagem, MG – R$ 1.896,63
  • Camaçari, BA – R$ 2.274,12
  • Curitiba, PR – R$ 2.214,20
  • Volta Redonda, RJ – R$ 1.795,71
  • Fortaleza, CE – R$ 1.604,32
  • Parauapebas, PA – R$ 1.793,44      
  • Barueri, SP – R$ 2.214,77

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais clientes para os seus serviços

Veja como eu consegui atrair mais de 100 clientes para um eletricista, apenas utilizando um site e aplicando estratégias simples de marketing digital e SEO Local. Qualquer um pode fazer!

Copyright 2019 © Todos os direitos reservados